INTERFERÊNCIA DO TRATAMENTO DE ESGOTO NA SAÚDE PÚBLICA

Autor(es): GABRIELA MARINI, SARA BISCAIA
Orientador(es): Cláudia Remus,
Quantidade de visualizações: 40

INTERFERÊNCIA DO TRATAMENTO DE ESGOTO NA SAÚDE PÚBLICA
A falta do tratamento de esgoto é um dos maiores problemas ambientais no Brasil, e tem impacto direto na saúde das pessoas. Com a falta desta infraestrutura, os esgotos são descartados, geralmente, no meio ambiente, em rios, onde diversas famílias moram nos arredores e isso pode prejudicar a saúde de todas elas causando diversas doenças como helmintíases e teníases (causadas por contato com fezes, transmitidas por insetos, além de verminoses, segundo o Ministério da Saúde), cólera, hepatite A, leptospirose, entre outras, o que causa mais gastos públicos e prejudica essas pessoas, o que poderia ser evitado com mais investimentos no tratamento de esgoto, beneficiando a todos. O objetivo deste trabalho é analisar a situação esgoto-sanitária e mostrar a grande importância disso, encontrando possíveis medidas a serem tomadas para uma melhora significativa. É fundamental que a população conheça a situação atual para que cobre as políticas públicas por direito, considerando a responsabilidade ambiental que cada indivíduo tem. No Brasil há uma legislação excelente relacionada a essa questão, porém não tem sido colocada em prática. Atualmente, as maiores cidades do Brasil despejam diariamente o equivalente a 3.500 piscinas olímpicas de esgoto sem tratamento, que vão para rios e mares, que evidentemente prejudicam a saúde pública, tendo em vista o grande número de famílias que moram por perto e podem vir a serem contaminadas. Conforme dados do “Instituto Trata Brasil” publicados em uma notícia do G1, as internações causadas por doenças relacionadas a esta falta, em um trimestre de 2020, resultam em 41.136 internações, totalizando um gasto de 16.153.055,83 reais. Portanto, com base nas informações coletadas, o objetivo principal deste trabalho é esclarecer a influência do tratamento de esgoto na saúde, informando ao maior número de pessoas, esclarecendo seus direitos e deveres. 

Palavras-chave: Esgoto; investimentos; saúde.