PLÁSTICO DE AMIDO VEGETAL: UMA ALTERNATIVA SUSTENTÁVEL ÀS SACOLAS CONVENCIONAIS

Autor(es): Beatriz Lauren Steffens, Ana Luísa Hillebrand Vidal, Guilherme Pfeifer Cepriani, Martina Braga Dal Pizzol, Sarah De Rossi Sganzerla
Orientador(es): Fábio Buffon,
Quantidade de visualizações: 90289

Plástico de amido vegetal: Uma alternativa sustentável às sacolas convencionais
As sacolas plásticas são responsáveis por grande parte da poluição do meio ambiente. O plástico convencional leva em cerca de 400 anos para se decompor, causa morte de animais e libera gases tóxicos na atmosfera. As sacolinhas estão em todos os lugares: supermercados, estabelecimentos comerciais e também para armazenar o lixo. O propósito deste trabalho é produzir sacolas plásticas feitas a partir do amido de milho e de batata, que possuem excelente biodegradação feita por fungos e bactérias. Outro benefício é que eles ajudam a vida dos animais marinhos, considerando que aproximadamente 100 mil animais morrem por ano devido as sacolas plásticas. Uma das maiores vantagens é que o milho e a batata são fontes renováveis, ajudando o meio ambiente, já que os plásticos tradicionais são produzidos a partir do petróleo, fonte não renovável e que causa muitos danos ao ecossistema. Assim, apresenta-se uma comparação qualitativa dos dois plásticos produzidos a fim de construir um vídeo tutorial de conscientização que possa ser levado a comunidade.

Palavras-chave: Plástico; Biodegradável; Amido.