COMO O SEU PET LHE AJUDOU NESSA PANDEMIA?

Autor(es): Mikaela Nardi; Alice Bertarello; Lorenzo Sausen; João Vitor Fekete.
Orientador(es): Alien Mavi Fontoura Frantz, .
Quantidade de visualizações: 344

COMO O SEU PET LHE AJUDOU NESSA PANDEMIA?
As pesquisas no campo da saúde mental têm ganhado cada vez mais relevância acelerando a necessidade de respostas com o surgimento da Pandemia do COVID-19 (BARROS, 2020; BEZERRA, 2020; MALTA, 2021). É cada vez maior o número de pessoas que tiveram seu bem-estar psicológico afetado (BARROS, 2020; BEZERRA, 2020; MALTA, 2021). Pretende-se com a presente pesquisa, entender se a presença de animais de estimação nos lares do Rio Grande do Sul foi um diferencial para a saúde mental das pessoas durante o isolamento imposto pela pandemia. Por meio da aplicação de questionários verificaremos se houve diferença no bem-estar das pessoas que possuem, e as que não possuem, animais de estimação durante o período pandêmico. Quantificaremos a frequência e a intensidade de sentimentos, e realizaremos um comparativo entre os dois grupos. Como metodologia da pesquisa, realizaremos a análise de dados de questionários não verbais. Utilizaremos o google acadêmico, Google planilhas, Graphpad e Google formulários para auxiliar no desenvolvimento da pesquisa. Esperamos que as pessoas que possuem animais de estimação tenham altas taxas de bem-estar, quando comparados, com as pessoas que não possuem animais de estimação.

Palavras-chave: Animais de estimação, bem-estar humano, SARS-CoV-2.